7 de mar de 2011

Os assuntos proibidos na entrevista de emprego

São Paulo – A era da estrutura pergunta-resposta das entrevistas de emprego (com um viés de superioridade do recrutador) está chegando ao fim. Agora, os recrutadores esperam candidatos mais proativos que coloquem temas em pauta durante essa etapa da seleção. No entanto, é preciso atenção redobrada nesse momento.

Por um lado, essa postura pode ajudar o candidato a se posicionar como um profissional bem informado e crítico. Por outro, essa tendência aumenta os riscos de saia justas na entrevista.
"O candidato, muitas vezes, no ímpeto de mostrar que sabe muito sobre a empresa acaba tocando em assuntos delicados", afirma Rafael Menezes, sócio-gerente da Asap. "É preciso bom senso. Você não pode perguntar aquilo que não gostaria de responder".

EXAME.com consultou alguns especialistas para saber quais os temas que jamais podem ser perguntados pelo candidato em entrevistas de emprego:

1. O que essa companhia faz?
Chegar na entrevista sem ter o mínimo de informações sobre a empresa em questão é decretar, já de início, o seu fracasso na seleção. Por isso, antes de partir para a sala do recrutador, faça a lição de casa. Estude, previamente, com afinco todas as informações disponíveis sobre a companhia.

2. Soube que a empresa teve alguns problemas ilegais no passado. Como vocês resolveram isso?
Sinal vermelho para toda pergunta que revele o passado obscuro da empresa. Fuja de assuntos como processos de fusão mal resolvidos, pendências na justiça, escândalos corporativos, entre outros que irão deixar o entrevistador desconfortável.

3. A concorrência deixou vocês no chinelo no ano passado.
Jamais use psicologia reversa na entrevista. Não vale desvalorizar a empresa ou o recrutador como meio para fortalecer seu passe. Fuja de frases irônicas ou de piadas. Seja objetivo sempre.

4. Eu vou ter que trabalhar mais do que oito horas? Quando vou ter minhas férias?
Fuja de questões que denotem que você se preocupa apenas com o próprio bem estar. Deixe esse tipo de negociação para quando seu contrato for realmente fechado.

5. Eu não gostava de trabalhar na minha antiga empresa.
Falar mal dos antigos colegas de trabalho, chefe ou companhia é assassinato, na certa, de sua contratação. Nunca revele questões delicadas sobre o cotidiano do emprego anterior – de simples críticas a informações confidenciais – durante a entrevista. Se o recrutador fizer alguma pergunta nesse sentido, use eufemismo e discrição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário